Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«Não vamos nos desabar em sentimentalismos», disse ele. «Fale-me sobre o caso em que está trabalhando.»


Túlio Bellini limitou-se a ouvir, mas tive a impressão de que perscrutava meus pensamentos em vez de escutar-me as palavras. Contei tudo e, do pouco que ouviu, pareceu mais interessado na história do manuscrito de Hammett do que no assassínio de Sílvia Maldini. Devia ser algo relacionado à idade.


Dona Helga entrou de repente anunciando que já era hora de ele ir embora. Papai abriu os olhos e tive a certeza de que dormira algumas vezes enquanto eu falava.


Túlio Bellini estava definitivamente alquebrado.


«Desculpe, filho, mas temos um jantar esta noite em casa do desembargador Medeiros. Não posso deixar de comparecer... você janta connosco amanhã?»


Imaginei tantas vezes a nossa reconciliação e nunca poderia supor que seria tão simples. Nem tão melancólica. A vida é estranha.

 

De Um Caso com o Demónio, de Tony Bellotto

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje na revista Time Out:

 
A memória, é sabido, é mais construção do que desfile factual e Héctor Abad confirma-o com um texto que lembra o passado, mas que tem o futuro como linha do horizonte: no verso de Borges que dá o título ao livro está a certeza de que tudo se esquece, mas também a vontade de o evitar, missão mais nobre entre todas as vaidades humanas.

 

Sara Figueiredo Costa escreve sobre Somos o Esquecimento que Seremos. E Rui Lagartinho sobre os dois casos de Remo Bellinni:

 

Tony Belloto, que trilha a guitarra da banda de rock Titãs, é incisivo a deixar no ar as imagens fortes, com a sua escrita veloz, violenta mas temperada de uma amarga e irónica ternura para que possamos, mesmo assim, acreditar que uma cidade colmeia com 20 milhões de habitantes é viável.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Belloto é um dos convidados do próximo Nuno e Nando - o programa de Fernando Alvim e Nuno Markl na Antena 3 - amanhã, das 11h00 às 13h00. Fernando Alvim lê um excerto do livro e quase provoca um choque em cadeia. Tony fala de Bellinni, Malu e dos Xutos. Nuno Markl e Rita Curvelo - a outra convidada do programa - tentam falar sobre rádio e o marketing das artes. Nos intervalos, a música dos Titãs.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bellini na Fnac

25.02.09

No Diário Digital, uma pequena descrição do lançamento de Um Caso com o Demónio, de Tony Bellotto: «Bellini está de regresso a Portugal. Depois de Um Caso de Espíritos, um dos mais famosos detectives da actual literatura brasileira regressa com Um Caso com o Demónio. O investigador foi visto nesta terça-feira na FNAC do Chiado e esteve acompanhado pelo seu criador, Tony Bellotto, mas também por Malu Mader, mulher do escritor, Francisco José Viegas, director editorial da Quetzal, e Zé Pedro, amigo e músico dos Xutos & Pontapés»

 

E no Correio da Manhã: «O escritor brasileiro Tony Bellotto é mais conhecido como líder da banda de rock Titãs, mas ontem tinha mais escritores na sessão de apresentação do seu livro em Lisboa do que rockers.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

É amanhã, na Fnac do Chiado, às 18h30. Malu Mader lerá excertos do livro. Zé Pedro e Tony Bellotto tocam juntos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Tony Bellotto, autor de Um Caso com o Demónio, visto por Pedro Vieira no seu Irmão Lúcia, para o lançamento do novo livro com o detective Bellini.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma antecipação ao lançamento (amanhã, terça-feira gorda, na Fnac do Chiado pelas 18h30). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 


  

Remo Bellini é um detective paulista - um solitário que ouve blues, bebe cerveja, gosta de comida italiana e às vezes tem pena de si próprio. É encarregue de procurar um manuscrito perdido de Dashiell Hammett, o que o leva a um Rio de Janeiro misterioso, cheio de figuras da alta sociedade, antiquários, jockeys e personagens que desaparecem ou mudam de identidade. Mas, enquanto percorre a capital carioca, não esquece um crime recente, cometido em São Paulo: uma jovem adolescente baleada num colégio de classe média. A imagem dessa jovem, perversa, inocente e quase pornográfica, leva-o a outra investigação onde encontra uma jornalista irrequieta e sensual , traficantes de droga, as estradas do interior do Brasil -

e o Demónio.

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D