Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

A 2ª edição de Transa Atlântica, de Mónica Marques, chega às livrarias em Maio e a capa traz muito Verão com ela.

Autoria e outros dados (tags, etc)

«Então, e felizmente, chegou o Carnaval para pôr fim à seca sexual a que o meu casamento estava submetido. Foi quando Aninha, de Brasília, actriz, bonitinha, vintes e tais, leitora de Bukowski, levemente alcoolizada, se sentou à nossa mesa no Jobi e a questão se resolveu por si, já que ela se convidou para a nossa cama naquela madrugada de domingo de Carnaval. Tudo se resume ao tempo e, neste caso, também à distância. O tempo e a distância juntos trabalham bem. Fosse outro o tempo e o convite da lolita nunca seria aceite. Estivéssemos acima da linha do Equador (ah, o céu de Lisboa), o convite não seria feito. Não existe pecado do lado de baixo do Equador, muito menos se o número de chopes que o garçom anotava nas bases dos copos chegava aos vinte e oito. E se Aninha não era nenhuma beleza, era daquela cidade saída da cabeça do Niemeyer e tinha as curvas extraterrestres do mestre, e estava no Rio, em casa de amigos — que nunca chegaríamos a conhecer —, tomando todas no Carnaval Carioca. Aninha tinha uma tatuagem, calçava umas botas de cano baixo e vestia uns trapinhos pretos. Pareceu-nos sexy.»

 

 

Excerto de Transa Atlântica, de Mónica Marques. Mónica Marques publicará um novo livro ainda este ano.

Autoria e outros dados (tags, etc)


«(..) [Francisco José] Viegas guarda ainda espaço para Mónica Marques e a sua Transa Atlântica, com uma cena de ménage à trois que é de uma elegância festiva, feliz e deliciosa. Eduarto Pitta vai ainda mais longe no elogio. Para o crítico, a melhor cena de conteúdo sexual da literatura de lingua portuguesa é... "Todas as de 'Transa Atlântica'. Overdose absoluta, sem metáfora.»

 

No Ípsilon de hoje, um trabalho de Luis Francisco com ilustrações de Nuno Saraiva.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

A revista Time Out elegeu a autora de Transa Atlântica como uma das pessoas com quem gostaria de se sentar à mesa no próximo ano. O ano em que Mónica Marques publicará o seu segundo romance - na Quetzal, claro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sem culpa

13.04.09

O livro navega em capítulos curtos, uns de pouco mais de uma frase, outros mais extensos, num jogo de palavras, emoções e afectos que se descobrem sem culpa a sul do Equador.

 
Miguel Marujo, sobre Transa Atlântica, num perfil de Mónica Marques publicado na revista do 24 Horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Visão Estilo e Design, que chega hoje às bancas, oferece um conto inédito de Mónica Marques, a autora de Transa Atlântica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desconexo no seu entrecruzado de anotações, pensamentos, memórias, reflexões, apontamentos diversos, desconcertante e declaradamente nas tintas para o politicamente correcto, «Transa Atlântica» sabe a ‘transa literária’, a um flirt com a escrita que equivale a uma chapada no convencionalismo literário, também um atestado contra a normalidade.

 

Pedro Teixeira Neves escreve sobre Transa Atlântica, de Mónica Marques, no PnetLiteratura. E já está disponível online o texto publicado no DN Gente de sábado sobre esta carioca alfacinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Mónica Marques esteve em Lisboa e falou à rádio. Esteve na Prova Oral, da Antena 3 e no programa de Jorge Afonso, na Antena 1. Além destes directos, gravou duas mais entrevistas a passar na TSF e Antena 2 (avisaremos antes de irem para o ar) e conversou com o DN Gente. O ponto comum a todas as entrevistas: a vida desta portuguesa no Rio. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Esta é a história de uma mulher entre os trinta e os quarenta anos e com uma tendência natural para o abismo e para o pecado. Uma mulher como as outras, que cura um caso de desamor e se apaixona pela vida noutra cidade – o Rio de Janeiro, a cidade onde as árvores só deixam de florir quando se aproxima o Outono que nunca vem, e onde há garotos de bundas perfeitas, mulheres doces, aventuras permanentes, abismos escondidos.

Uma mulher portuguesa perde-se facilmente nesse mundo de tentações, orgias, cerveja e mães-de-santo; não só porque tudo fica muito longe de Portugal, da sua moral e da sua pequenez, mas porque é precisamente aí que ela descobre «o difícil amor de todos os dias». Transa Atlântica é um livro sobre o amor a uma cidade e uma ficção sobre mulheres de quarenta anos mais ou menos enlouquecidas.             

 

«Mónica Marques escreve como poucos. Primeiríssima água

Eduardo Pitta, Ípsilon


«Há muito tempo que não saía um romance tão cheio das ruas da cidade.»

O Globo, Rio de Janeiro

 

«Um ritmo de puro prazer. Só é pena acabar tão depressa.»

Mafalda Costa, Time Out

 

«Mónica Marques faz mais pela análise da relação entre Portugal e o Brasil do que anos e anos de teorias. [...] A escrita é descarada, transparente.»

Catarina Homem Marques, Sol


«Uma escrita muito íntima, visceral, com uma componente sexual forte.»

                                                   Rita Silva Freire, Jornal de Letras                                                                                                

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D