Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«De Hendrix a Hemingway (só para citar sobrenomes com a letra H), o narrador cita personalidades pops e eruditas, mostrando que Bellotto quis justamente fazer um romance de entretenimento, como afirmou em uma crônica no site da revista Veja, mas com um pé na boa literatura, aquela que nos faz refletir sobre as questões humanas.» No Buraco, de Tony Belloto, foi também publicado recentemente no Brasil. É natural, por isso, que as primeiras recensões surjam do outro lado do Atlântico. Aqui, a de Cassionei Niches Petry,  um professor com uma entre outras frustrações: a de não é não ter vocação para a música, «preenche esse buraco com muita, muita literatura; escreve quinzenalmente na página Traçando livros no Suplemento Mix do Jornal Gazeta do Sul e quase diariamente no seu blog www.cassionei.blogspot.com.»)

Autoria e outros dados (tags, etc)

No Buraco

24.11.10

 

 

 

Existe uma mitologia respeito das histórias de estrada e das bandas de rock'n'roll. Ninguém melhor do que Tony Bellotto para escrever uma das mais extraordinárias, divertidas, consoladoras e absurdas memórias do mundo do rock e dos seus cenários em torno da vida de um ex-guitarrista que recorda espectáculos, amores, muitos episódios de muito sexo, drogas e álcool - garantindo que tudo isso acontece «mais ou menos». E, além disso, histórias de homicídio, de melancolia (com a sua namorada Lien, filha de emigrantes coreanos) e de perdição em redor da música e da literatura (Lou Reed e Naboko, Oscar Wilde e Jimi Hendrix, William Blake e Frank Zappa, Balzac e The Clash, etc.) Ninguém consegue livrar-se da galeria que passa pelas páginas deste romance, evocando Jim Morrison, Exile on Main Street, Led Zeppelin, Are You Experienced?, Appetite for Destruction, Black Sabbath, Sex Pistols, Kurt Cubain, Keith Richards,ou Chuck Berry, enquanto a sua vida fica povoada de mulheres ninfomaníacas e de casos para resolver. «Eu vou ser o Joseph Conrad do rock!», diz ele a certa altura. Conseguiu. É uma viagem ao coração das trevas.

 

No Buraco, de Tony Bellotto | série língua comum

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Bellotto sobre A Sangue Frio, de Truman Capote, no seu blogue:

 

A Sangue Frio é uma análise da violência nos Estados Unidos, e permanece atualíssimo, embora escrito há quase 50 anos. Os dois assassinos, Perry Smith e Dick Hickcock, foram presos meses depois do crime, e um dos pontos mais interessantes do livro é quando Capote descreve a viagem sem destino dos dois criminosos, atravessando os Estados Unidos rumo ao México, e depois voltando novamente ao Kansas, onde finalmente foram localizados e presos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Disponível aqui, para ler durante o fim-de-semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

«Não vamos nos desabar em sentimentalismos», disse ele. «Fale-me sobre o caso em que está trabalhando.»


Túlio Bellini limitou-se a ouvir, mas tive a impressão de que perscrutava meus pensamentos em vez de escutar-me as palavras. Contei tudo e, do pouco que ouviu, pareceu mais interessado na história do manuscrito de Hammett do que no assassínio de Sílvia Maldini. Devia ser algo relacionado à idade.


Dona Helga entrou de repente anunciando que já era hora de ele ir embora. Papai abriu os olhos e tive a certeza de que dormira algumas vezes enquanto eu falava.


Túlio Bellini estava definitivamente alquebrado.


«Desculpe, filho, mas temos um jantar esta noite em casa do desembargador Medeiros. Não posso deixar de comparecer... você janta connosco amanhã?»


Imaginei tantas vezes a nossa reconciliação e nunca poderia supor que seria tão simples. Nem tão melancólica. A vida é estranha.

 

De Um Caso com o Demónio, de Tony Bellotto

Autoria e outros dados (tags, etc)

«Os meus romances policiais seguem uma fórmula bastante tradicional que se pode reduzir à máxima cadáver na primeira página, culpado na última.»

 

Diz Tony Bellotto no perfil traçado por Luís Ricardo Duarte, no JL de ontem. E diz também que está para breve uma tournée dos Titãs em Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Tony Bellotto em entrevista ao Ípsilon, assinada por José Riço Direitinho, na edição de hoje.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Bellotto, o mediático guitarrista e líder da banda rock brasileira “Titãs”, casado com a actriz Malu Mäder, pai de três filhos, criou uma personagem para perceber como poderia ter sido a sua vida se as coisas não lhe tivessem corrido bem. Acaba de sair o segundo livro da trilogia do detective Bellini, “Um Caso com o Demónio”.

 

Via ciberescritas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Belloto é um dos convidados do próximo Nuno e Nando - o programa de Fernando Alvim e Nuno Markl na Antena 3 - amanhã, das 11h00 às 13h00. Fernando Alvim lê um excerto do livro e quase provoca um choque em cadeia. Tony fala de Bellinni, Malu e dos Xutos. Nuno Markl e Rita Curvelo - a outra convidada do programa - tentam falar sobre rádio e o marketing das artes. Nos intervalos, a música dos Titãs.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Remo Bellini

21.02.09

«O detective Remo Bellini (teve um rimão chamado Rómulo, que morreu duas semanas após o parto, e desde então isso ainda afecta Remo) trabalha para uma agência comandada pela melómana Dora Lobo (adora música clássica, e Bellini perde-se ouvindo "blues" e não tem paciência para Mozart, Vivaldi e quejandos). Remo Bellini é divorciado, incomoda-o ter começado a perder cabelo, tem uma amante fogosa, Cris, que é casada com um fazendeiro rico; é um romântico solitário, quase um anti-herói.»

 

José Riço Direitinho no Ípsilon, a propósito de Um Caso de Espíritos, o primeiro livro da série Bellini a foi publicado em Portugal com a chancela da Bertrand em Abril de 2008.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 


  

Remo Bellini é um detective paulista - um solitário que ouve blues, bebe cerveja, gosta de comida italiana e às vezes tem pena de si próprio. É encarregue de procurar um manuscrito perdido de Dashiell Hammett, o que o leva a um Rio de Janeiro misterioso, cheio de figuras da alta sociedade, antiquários, jockeys e personagens que desaparecem ou mudam de identidade. Mas, enquanto percorre a capital carioca, não esquece um crime recente, cometido em São Paulo: uma jovem adolescente baleada num colégio de classe média. A imagem dessa jovem, perversa, inocente e quase pornográfica, leva-o a outra investigação onde encontra uma jornalista irrequieta e sensual , traficantes de droga, as estradas do interior do Brasil -

e o Demónio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Bellotto

19.02.09

 

Tony Belloto nasceu em São Paulo em Junho de 1960 e é guitarrista da banda de rock Titãs desde a sua formação. Além de músico, Belloto escreveu três romances policiais com o detective Remo Bellini como personagem principal: Bellini e os Espíritos (Um Caso de Espíritos, na edição portuguesa), Bellini e a Esfinge e Bellini e o Demônio, que se publica agora na Quetzal com o título Um Caso com o Demónio, tendo sido os dois últimos adaptados ao cinema. É também autor de O Livro do Guitarrista, de BR163: Duas Histórias na Estrada, e de Os Insones. Tony Bellotto mora no Rio, com a mulher, a actriz Malu Mader, e os dois filhos, e escreve regularmente no blogue Cenas Urbanas da Revista Veja. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D