Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sobre cerimónias de entrega de prémios nada melhor do que ler Thomas Bernhard e o livro que a Quetzal publicou em 2009, Os Meus Prémios. Para se ficar com uma ideia, recomendamos a leitura deste artigo da Paris Review. Thomas Bernhard teria feito ontem 84 anos.

 

prémios2.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

«A compra de um fato para se apresentar decentemente para receber o Grillparzer, a compra da sua casa na Alta Austria, a compra de um Triumph Herald, os seus desdéns e provocações habituais, as suas crises e doença, a sua relação com o campo e a cidade, os seus exageros e mentiras. Com Os Meus Prémios existe uma outra oportunidade para voltar ao fascinante mundo de Bernhard.»

 

 

 

 

Os Meus Prémios, deThomas Bernhard, foi agora publicado em Espanha, pela Alianza. O excerto é da recensão de José Andrés Rojo, no El País.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

«O seu estilo livre de compromissos, caracteriza-se pelas frases longas, serpenteantes e complexas, com uma fluência narrativa que por vezes se aproxima das estruturas formais da música.»

 

Um texto sobre Os Meus Prémios na Agenda Cultural

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

No primeiro texto de «Os Meus Prémios», Thomas Bernhard descreve aquela que foi a sua indumentária ao longo de mais de 25 anos, umas calças de lã cinzentas e um pulôver cor de fogo de lã grossa de carneiro. No dia em que vai receber o Prémio Grillparzer, decide comprar um fato para enfrentar o que qualifica de sociedade de «minhocas intelectuais». Está lançado o «isco».

 

Para ler na íntegra no Diário Digital, um texto assinado por Sandra Gonçalves.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

«Comecemos por reconhecer que só um grande escritor seria capaz de fazer, a partir das circunstâncias relacionadas com os prémios que recebeu, um livro que não fica aquém da sua obra literária.»

 

Do texto publicado no Actual (Expresso) de 5 de Julho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os Meus Prémios, de Thomas Bernhard, por Manuel de Freitas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

«Uma amiga telefonou-me trepidante: Thomas Bernhard está em Sintra. Sim, tenho a certeza, não alucinei. Vi-o com os meus olhos no Café Central. Ou está hospedado no Tivoli ou em Seteais. Tu não imaginas o que é vê-lo sentado a uma mesa a beber café e a olhar em frente.


(...) Fechei os olhos para me concentrar e quando os abri tinha o senhor Thomas Bernhard sentado no sofá de veludo azul à minha frente. Não havia dúvidas: o nariz proeminente, o cabelo esbranquiçado penteado para trás, o jornal de Zurique, que eu sabia ser o seu favorito, numa mão. Trazia calças de caqui creme, uma camisa azul-escura aberta no pescoço envolto por um lenço também creme, meias azuis e impecáveis sapatos brancos. Normalmente não são coisas às quais dou a importância necessária para fixar. O que eu fazia era protelar o momento da decisão. Como todos sabemos, imaginamos mil e uma maneiras como vai decorrer um encontro e o que acontece é precisamente a única coisa na qual não tínhamos pensado. Foi o senhor Thomas Bernhard que me dirigiu a palavra. Depois de me pedir desculpa por me incomodar, perguntou em que língua podíamos falar. A que distância se encontra o mar? Como se pode lá chegar?»

 

De O Mundo É Tudo o que Acontece, de Pedro Paixão

Autoria e outros dados (tags, etc)

B de favorito

29.06.09

 

Miguel Esteves Cardoso confessa ao IN da Notícias Sábado que Thomas Bernhard é um dos seus autores favoritos. Resta saber se já terá tido a oportunidade de ler Os Meus Prémios.

 


 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entre a constatação da ignorância de parte considerável dos presentes nas cerimónias e o registo de algumas preocupações de cariz existencial que extravasam a temática dos prémios, a verve de Bernhard produz um discurso frontal, certeiro nos seus alvos e nada encantado pelas luzes da ribalta.

 

Sara Figueiredo Costa já re-publicou o texto sobre Os Meus Prémios de Thomas Bernhard que escreveu para a Time Out. Para ler na íntegra depois de clicar no sublinhado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Com um pragmatismo que seria frieza oportunista noutros, Thomas Bernhard compreende nos prémios que foi recebendo um bote de salvamento, no ameaço de naufrágio em que parecia sempre viver. Bernhard não envereda no subterfúgio: para ele, os prémios representam, mais do que o reconhecimento, ou a honra, que não há, a recompensa por uma vida de desgaste verbal, destempero existencial, a paga por uma existência no sopé escavado da morte (...)

 

Do texto de Hugo Pinto Santos sobre Os Meus Prémios de Thomas Bernhard, publicado no Rascunho.

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D