Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«Lê-se como se fosse uma ficção-ensaio de Borges, mas a bibliofilia confunde-se com a melancolia, e abarca tudo o que é humano. A edição completa em inglês actualmente disponível é um grossíssimo volume em corpo diminuto. Por isso, é boa ideia começar pela pequenina antologia portuguesa de “Anatomia da Melancolia” [Quetzal, tradução de Salvato Telles de Menezes].

 

[…]

Um dos fragmentos traduzidos em português é a propósito do amor. Burton refere-se ao amor que dedicamos a vários objectos e que nos causam esperanças e desesperos. Mas até um vigário solteiro e pouco dado a romantismos é capaz de destacar um desses objectos: a beleza, ou antes, a beleza enquanto forma visível do amor, essa potência ingovernável.»

 

Pedro Mexia, Expresso

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dois títulos que faziam falta nas nossas estantes: Anatomia da Melancolia, de Robert Burton, e Páginas Escolhidas, de Samuel Johnson – são esses livros que abrem a nova série Clássica, publicada pela Quetzal.

 

Com um grafismo sóbrio, um formato adequado e prático, e com um preço “simpático”, esta nova série pretende afirmar-se, sobretudo, pela qualidade literária e relevância cultural das obras a publicar e que, além dos já referidos, incluirá autores como Ramalho Ortigão, José Acúrsio das Neves, John Ruskin, William Hazlitt, por exemplo.

 

Trata-se de uma seleção de títulos que inspira o gosto e o amor pelos livros – procurando que cada um deles seja também amado pela modéstia e simplicidade dos materiais que usa para chegar às mãos dos melhores leitores.

 

Para Francisco José Viegas, editor da Quetzal, “é importante disponibilizar ao público leitor obras que sobreviveram ou resistiram ao tempo, pouco populares e que dificilmente podem ser encontradas nas livrarias. Recuperar alguns destes clássicos e oferecê-los com a imagem dos nossos dias não é apenas uma responsabilidade mas também um prazer para qualquer editor”.

 

Os dois primeiros livros chegam esta sexta-feira às livrarias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D