Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«Micronarrativa com mulher dentro», de Possidónio Cachapa e «Para 2010, dois desejos:___ e paz», de José Luís Peixoto, são dois dos sete microcontos publicados na edição de hoje da Visão. Gonçalo M Tavares, Dulce Maria Cardoso, José Mário Silva, Filipa Martins e Ricardo Adolfo, completam o sete, com um lote de ficções breves para ler durante o tempo de um cigarro.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Possidónio Cachapa estará amanhã e depois no Porto, para apresentar o romance O Mundo Branco do Rapaz-Coelho e falar com os leitores de viva voz.

 

Dia 18 às 18h00, na Fnac de Santa Catarina

Dia 18 às 22h00, na Fnac NorteShopping

Dia 19, às 17h00, na Fnac GaiaShopping

(A fotografia do Porto é de Gaspar de Jesus. A de Possidónio Cachapa é de Pedro Loureiro.)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Possidónio Cachapa Sob Foco, entrevistado por Rui Lagartinho para a Time Out Lisboa. Na mesma edição da revista foi publicada uma crítica. O texto pode ser lido na íntegra aqui

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para ouvir aqui a entrevista de Maria João Costa, no Ensaio Geral da Rádio Renascença.

(E brevemente, no site da Radar a conversa com Inês Menezes no Fala com ela.)

 

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

 


Personagens estranhos habitam o seu novo romance – uma Alice envelhecida e um rapaz-coelho! De onde lhe vem esse imaginário, da infância?

Não só. Crescer num ambiente onde a Natureza parecia ir sobreviver à cidade, que ficava colada, ajudou. Trepar colinas baixas, descer a fornos de cal, nadar em pedreiras escuras inundadas construiu uma parte de mim. Uma adolescência isolada entre livros de todos os géneros também. Mas, a abertura que sempre mantive espero manter perante muitas outras manifestações artísticas ajuda a criar um universo pessoal e, para alguns, fantasioso.

 

Possidónio Cachapa hoje em entrevista ao Diário Digital.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alice

23.11.09

 

O vento empurrou a neve contra o que tinha sido uma janela e estava agora tapado com metade da porta de um arquivo de documentos e folhas de jornal que não conseguiam vedar completamente o ar frio. Por isso, a temperatura na casa da Alice nunca subia muito acima dos zero graus.


Neste momento, neste preciso momento, aperta ela um pouco mais o papel desbotado na frincha da janela. As letras impressas não passam de uma vaga ilusão que pouco ou nada significa. Treme, sem dar conta, Alice. Passou a ser um estado natural  ter um corpo que não consegue permanecer quieto. Aperta um pouco mais o fecho éclair do casaco de malha azul e puxa mais para baixo as luvas sem dedos.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

É hoje

23.11.09

É daqui a nada. Helena Vasconcelos, leitora, autora, encantadora de leitores, guia-nos pel'O Mundo Branco do Rapaz-Coelho, onde também há uma Alice.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Mundo Branco do Rapaz-Coelho já está nas livrarias e será apresentado no próximo dia 23 por Helena Vasconcelos, às 18h30, na Fnac Colombo.


Autoria e outros dados (tags, etc)

O começo

13.11.09

 

 

De onde vens?, perguntaram à rapariga que chegara descalça sobre a neve.

 

 

Assim começa o novo romance de Possidónio Cachapa, O Mundo Branco do Rapaz-Coelho, que livrarias já na próxima segunda-feira. Quem quiser, além da primeira frase, ler os três primeiros capítulos, pode seguir o linque e descarregá-los no site do Diário Digital.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

O filme de Angelo Gonzalez para o novo livro de Possidónio Cachapa. Mais uma vez, agora que falta pouco para O Mundo Branco do Rapaz-Coelho chegar às livrarias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lugar Afortunado

12.11.09

«E todos se debruçaram sobre a mão bordada, os olhos subitamente húmidos e os lábios trementes. E o choque e a certeza de estar perante alguém que vinha do Lugar Afortunado provocou na multidão um efeito imprevisível de histeria. Diz-nos, onde está, pediram. Pareces uma pessoa de bom coração, tens de te apiedar de nós, os que temos vivido em desgraça, Toma, dou-te isto e tudo o mais que tiver se me contares como é que se vai para lá, A mim, diz-me a mim, aqui, junto ao ouvido, se não queres que mais ninguém saiba…»

 

Mais um excerto de O Mundo Branco do Rapaz-Coelho, de Possidónio Cachapa, que chega às livrarias no próximo dia 20.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Capa

19.10.09

O regresso de Possidónio Cachapa ao romance será assim. Dia 6 de Novembro, nas livrarias:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

«E todos se debruçaram sobre a mão bordada, os olhos subitamente húmidos e os lábios trementes. E o choque e a certeza de estar perante alguém que vinha do Lugar Afortunado provocou na multidão um efeito imprevisível de histeria. Diz-nos, onde está, pediram. Pareces uma pessoa de bom coração, tens de te apiedar de nós, os que temos vivido em desgraça, Toma, dou-te isto e tudo o mais que tiver se me contares como é que se vai para lá, A mim, diz-me a mim, aqui, junto ao ouvido, se não queres que mais ninguém saiba

 

Um excerto publicado por Possidónio Cachapa no seu blogue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Diário de Notícias dá hoje a notícia que de o novo romance de Possidónio Cachapa será publicado pela Quetzal. É o dia em que chega às livrarias «O Mundo Branco do Rapaz-Coelho» - o novo romance de Possidónio Cachapa, publicado na Quetzal. O autor de «O Nylon da Minha Aldeia», «Materna Doçura» e «Viagem ao Coração dos Pássaros» tem vindo a publicar excertos no seu blogue e existe já um twitter do livro, para seguir a partir daqui

 

Foto de Catarina Cabral

 

No blogue da Quetzal daremos conta do que das referências do livro, pré-publicações, comentários e agenda do autor para a promoção do livro.

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D