Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sobre cerimónias de entrega de prémios nada melhor do que ler Thomas Bernhard e o livro que a Quetzal publicou em 2009, Os Meus Prémios. Para se ficar com uma ideia, recomendamos a leitura deste artigo da Paris Review. Thomas Bernhard teria feito ontem 84 anos.

 

prémios2.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

«A compra de um fato para se apresentar decentemente para receber o Grillparzer, a compra da sua casa na Alta Austria, a compra de um Triumph Herald, os seus desdéns e provocações habituais, as suas crises e doença, a sua relação com o campo e a cidade, os seus exageros e mentiras. Com Os Meus Prémios existe uma outra oportunidade para voltar ao fascinante mundo de Bernhard.»

 

 

 

 

Os Meus Prémios, deThomas Bernhard, foi agora publicado em Espanha, pela Alianza. O excerto é da recensão de José Andrés Rojo, no El País.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

«O seu estilo livre de compromissos, caracteriza-se pelas frases longas, serpenteantes e complexas, com uma fluência narrativa que por vezes se aproxima das estruturas formais da música.»

 

Um texto sobre Os Meus Prémios na Agenda Cultural

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

No primeiro texto de «Os Meus Prémios», Thomas Bernhard descreve aquela que foi a sua indumentária ao longo de mais de 25 anos, umas calças de lã cinzentas e um pulôver cor de fogo de lã grossa de carneiro. No dia em que vai receber o Prémio Grillparzer, decide comprar um fato para enfrentar o que qualifica de sociedade de «minhocas intelectuais». Está lançado o «isco».

 

Para ler na íntegra no Diário Digital, um texto assinado por Sandra Gonçalves.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os Meus Prémios, de Thomas Bernhard, por Manuel de Freitas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entre a constatação da ignorância de parte considerável dos presentes nas cerimónias e o registo de algumas preocupações de cariz existencial que extravasam a temática dos prémios, a verve de Bernhard produz um discurso frontal, certeiro nos seus alvos e nada encantado pelas luzes da ribalta.

 

Sara Figueiredo Costa já re-publicou o texto sobre Os Meus Prémios de Thomas Bernhard que escreveu para a Time Out. Para ler na íntegra depois de clicar no sublinhado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Com um pragmatismo que seria frieza oportunista noutros, Thomas Bernhard compreende nos prémios que foi recebendo um bote de salvamento, no ameaço de naufrágio em que parecia sempre viver. Bernhard não envereda no subterfúgio: para ele, os prémios representam, mais do que o reconhecimento, ou a honra, que não há, a recompensa por uma vida de desgaste verbal, destempero existencial, a paga por uma existência no sopé escavado da morte (...)

 

Do texto de Hugo Pinto Santos sobre Os Meus Prémios de Thomas Bernhard, publicado no Rascunho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

«O Pequeno Prémio Nacional é um chamado incentivo de talentos e já tantos o receberam que não é possível enumerá-los, entre eles estou eu agora, dizia eu, pois recebi o Pequeno Prémio Nacional de castigo. (…) Eu dizia, porém, ter jurado a mim próprio que com essa infâmia monstruosa havia de fazer qualquer coisa e que não pensava recusar essa infâmia monstruosa. Não estou disposto a recusar vinte e cinco mil xelins, dizia eu, eu sou ávido de dinheiro, não tenho carácter, eu próprio sou uma pessoa abjecta.»

 

De Os Meus Prémios, de Thomas Bernhard.

Autoria e outros dados (tags, etc)

«Eu próprio não tinha até à essa data e durante muitos anos usado nenhum fato, pois tinha até então aparecido sempre de calças e pulôver, mesmo ao teatro ia sempre, quando ia, só de calças e pulôver, em especial com umas calças de lã cinzentas e pulôver cor de fogo de lã grossa de carneiro, que um americano bem-disposto me ofereceu logo a seguir à Guerra. Lembro-me de que com esse traje fui algumas vezes a Veneza ao famoso Teatro Fenice, (…) e estive com essas calças e esse pulôver em Roma, em Palermo, em Taormina e em Florença e em quase todas as restantes capitais da Europa, abstraindo ainda do facto de, em casa, eu usar quase sempre essas peças de vestuário, quanto mais surradas estavam as calças e o pulôver, mais eu gostava de as vestir, (…) eu usei essas peças de vestuário durante um quarto de século.»

 

De Os Meus Prémios, de Thomas Berhnard (Tradução de José A. Palma Caetano)

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Escrito na primeira pessoa, Os Meus Prémios é um relato irónico e cru da relação que os escritores têm com os prémios que recebem e a que concorrem. As cerimónias de entrega de prémios, as felicitações, os discursos de agradecimento, até as roupas que vestiu, nada escapou à memória deste escritor diversas vezes galardoado É Thomas Bernhard no melhor da sua arte narrativa  e um acontecimento literário no vigésimo aniversário da sua morte.

 

Os Meus Prémios, de Thomas Bernhard | textos breves | tradução José A. Palma Caetano

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D