Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amanhã Maria do Rosário Pedreira está nas Quintas de Leitura, no Teatro do Campo Alegre, para falar sobre a sua poesia com o Manuel Carvalho. Serão lidos poemas inéditos escritos a partir de notícias de jornal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria do Rosário Pedreira destaca o livro de Rebecca Solnit, Esta Distante Proximidade, no blog Horas Extraordinárias:

«Na última página do livro, o editor escreve com que tipo de letra e onde foi impresso o “romance” que acabámos de ler. Ora, embora se leia como um romance e fale sobretudo do “poder redentor das histórias”, Esta Distante Proximidade, de Rebecca Solnit – uma das ensaístas mais aclamadas dos EUA na actualidade – não é um romance, e quase apostaria que no país de origem figura nas listas de livros de não-ficção. Na verdade, parte do livro é realidade, autobiografia, e a outra parte reflexão e sugestão de teoria. Mas tudo está ligado efectivamente pelas histórias – mitos, lendas, fábulas, contos de fadas, histórias da História e também coincidências e episódios da vida da autora.»

 

frenteK_esta_distante_proximidade.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pelas 18.45, Aldina Duarte e Maria do Rosário Pedreira estarão na Livraria Ferin para mais uma sessão do Ensaio Geral, moderada por Maria João Costa. A entrada é livre.

ensaio geral.jpeg

 

Este programa é uma parceria entre a Booktailors — Consultores Editoriais, a Rádio Renascença e a Livraria Ferin.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na próxima quinta-feira, dia 31 de janeiro, no auditório do Teatro do Campo Alegre, as já célebres Quintas de Leitura terão como convidada a poeta Maria do Rosário Pedreira, recentemente distinguida com o Prémio Literário Fundação Inês de Castro 2012 pelo livro A Ideia do Fim, incluído na Poesia Reunida, publicada pela Quetzal em 2012.

 

A primeira parte, apresentada pelo escritor Valter Hugo Mãe, contará com leituras de Sara Carinhas, Susana Menezes, Pedro Lamares e da própria Maria do Rosário Pedreira. Na segunda parte haverá um concerto de Aldina Duarte, fadista que tem no seu repertório diversos fados com letra da poeta.

 

Será também uma oportunidade para celebrar a recente distinção com o Prémio Literário Fundação Inês de Castro, entregue anualmente a obras de expressão literária sobre motivos do mito «inesiano».

 

O júri, composto por José Carlos Seabra, Mário Cláudio, Fernando Guimarães, Frederico Lourenço e Pedro Mexia, escolheu a obra de Maria do Rosário Pedreira, que assim sucede a outros nomes grandes da literatura portuguesa como Pedro Tamen, Teolinda Gersão, José Tolentino de Mendonça, Hélia Correia e Gonçalo M. Tavares.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

"Maria do Rosário Pedreira será a próxima convidada do programa Ensaio Geral, da Rádio Renascença, a realizar-se no espaço da Livraria Ferin, dia 4 de janeiro, pelas 18.30.

 

Escritora portuguesa, Maria do Rosário Pedreira nasceu em 1959, em Lisboa. Fez os estudos superiores na Universidade de Lisboa, onde se licenciou, em 1981, em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Franceses e Ingleses. Fez ainda o curso de Língua e Cultura do Instituto Italiano de Cultura, em Portugal. Como bolseira do governo italiano, frequentou um curso de verão na Universidade de Perugia. Foi também aluna do Goethe Institut.  

 

Amante da atividade editorial, coordenou os serviços da Editora Gradiva, foi diretora de publicações da Sociedade Portugal-Frankfurt/97 e editou os catálogos das exposições temáticas da Expo‘98, entre outros. Em 1998, tornou-se editora da Temas e Debates.

 

Iniciou a sua carreira literária em 1996, publicando o primeiro livro de poesia A Casa e o Cheiro dos Livros, cuja edição se esgotou de imediato. Seis anos mais tarde, e após a edição de vários títulos em prosa, nomeadamente Alguns Homens e Duas Mulheres e Eu (romance) e outros de literatura infantil, Maria do Rosário Pedreira publica um novo livro de poemas, O Canto do Vento nos Ciprestes, cujo reconhecimento da crítica a confirmou entre a plêiade dos novos poetas.

 

Distinguida com alguns prémios literários, é detentora de uma obra diversificada, em prosa, poesia, ensaio e crónica, constituindo a literatura juvenil — grosso da sua ficção — um veículo de transmissão de valores humanos e culturais. As coleções juvenis «Detective Maravilhas» e «O Clube das Chaves» (esta em parceria com Maria Teresa Maia González) entraram já no universo ficcional da adolescência portuguesa.

 

Esta é mais uma sessão do Ensaio Geral na Ferin, ciclo de tertúlias que leva, todas as primeiras sextas-feiras de cada mês, um autor ao espaço desta livraria para debater ideias e conversar com o público presente.

 

Esta é uma iniciativa conjunta da Livraria Ferin, Rádio Renascença e Booktailors."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi uma celebração da poesia e uma homenagem mais do que justa a Maria do Rosário Pedreira. Valter Hugo Mãe e Nuno Camarneiro, dois autores que se estrearam na ficção pelas mãos da também editora, leram textos sobre a obra e a autora. Aldina Duarte, acompanhada por Paulo Parreira e Rogério Ferreira, cantou fados com letras de Maria do Rosário Pedreira, numa interpretação brilhante e que deixou a sala rendida. Com a Ler Devagar completamente cheia notaram-se as presenças de autores como António Osório, Cristina Carvalho, Gastão Cruz, João Tordo, Nuno Júdice, Patrícia Reis, Paulo Moreiras, Rui Zink e Vasco Graça Moura, de figuras da cultura como Carlos do Carmo e Carmen Dolores e de nomes do mundo editorial como Carlos da Veiga Ferreira, Guilhermina Gomes e Vasco Silva, entre muitos admiradores da poesia de Maria do Rosário Pedreira que não quiseram perder a oportunidade de contactar com a autora e levar para casa um exemplar desta Poesia Reunida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É hoje

26.09.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria do Rosário Pedreira em entrevista ao Diário Digital:

 

Ao olhar para o conjunto da sua obra, o que mais se destaca na sua opinião? Como vê esse passado?
A primeira coisa que me ocorre dizer é que, em relação à maioria dos poetas que começaram na mesma altura, fui muito menos produtiva, o que não significa que tenha sido mais contida. Nunca escondi que escrevo essencialmente para me libertar da dor, de uma forma, por assim dizer, terapêutica; e, nesse sentido, se tivesse produzido muito mais, também seria um péssimo sinal (risos). Mas o termo «passado» é curioso, porque não sinto que se aplique: mesmo que o meu primeiro livro seja de 1996, a verdade é que para mim é quase tão presente como o último, talvez porque cada um seja uma história independente – ou assim tentei na organização que fiz na altura –, uma espécie de mini-ficção. No todo, o que mais se destacará, julgo eu, é o romantismo um pouco contra a corrente, assumo. O que, no olhar para trás, teve mais graça foi descobrir alguns poemas de que me tinha quase esquecido.

 

Entrevista completa aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D