Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quetzal

Na companhia dos livros. O blog da Quetzal Editores.

«Incêndio no Chiado aborda a ambiguidade das pessoas perante uma tragédia também tem outra explicação: às memórias antigas das chamas lisboetas juntou as imagens mais recentes do furacão Katrina.» François Vallejo conversou com Fernando Madaíl do DN Gente e explicou como é que a tragédia que queimou o coração de Lisboa em 1988 pode transformar-se em matéria ficcional.

 

 

«Essa cor de um branco incerto, a surgir a montante do Tejo, será o raiar do dia? Colunas cinzentas, dispersas erguem-se em vários sítios, oblíquas: o vento, sempre este vento; menos forte do que ontem, mas ainda com força, empurrando a parte mais grossa da nuvem para o outro lado do rio.»

 

 

De Incêndio no Chiado, de François Vallejo.

 

Nas livrarias a 11 de Junho.

Vallejo e José Mário Silva fazem uma das Conversas do Silêncio, integradas no Festival com o mesmo nome, a 25 de Junho, às 21h00, no Institut Franco Português.

 

O Francês conseguira marcar o encontro para as 10 da manhã n’A Brasileira. Mas nessa manhã de 25 de Agosto de 1988, o fogo deflagrara no Chiado e o dia estava escuro, cheio de fumo, abrasado pelas chamas, cheio de gritos e sirenes. O Francês saiu do hotel e deixou-se levar na multidão.

Os velhos, os pobres, as pessoas invisíveis que habitam os vãos e as águas-furtadas do bairro estão a ser evacuados em autocarros. De repente alguém resiste, não entrará no transporte, e precipita-se para lá da barreira do fogo. O Francês segue-o. Nesse mundo de escombros e cinzas, cinco desconhecidos vão encontrar-se e revelar as razões profundas desta clandestinidade repentina.

 

Incêndio no Chiado, de François Vallejo | serpente emplumada

Tradução de Miguel Castro Henriques.

 

Nas livrarias a 11 de Junho de 2010.

Chegaram ao escritório os novos livros:

 

 

 

Nas livrarias daqui a uma semana: um romance de François Vallejo, que começa com o deflagrar do grande incêndio no Chiado em Agosto de 1988 e uma investigação de Sérgio Rodrigues sobre a namorada menor do Secretário-Geral do Partido Comunista do Brasil  que apareceu morta em 1936.

 

François Vallejo vem a Portugal e participará nas Conversas do Silêncio, parte do Festival Silêncio! 2010. Toda a programação aqui.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D