Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O romance A Casa das Rosas, de Andréa Zamorano, foi distinguido com o prémio Livro do Ano da revista Time Out. A cerimónia de entrega dos prémios, na sua 4ª edição, decorreu ontem no Estúdio Time Out, no Mercado da Ribeira, em Lisboa. Teresa Veiga, com Gente Melancolicamente Louca, e Mário Cláudio, com Astronomia, eram os outros nomeados nesta categoria.

 

O romance de estreia da autora conta a história extraordinária de Eulália, uma jovem da classe média de São Paulo. Os inusitados acontecimentos que marcam a sua vida nesse período épico da vida brasileira, entre 1983 e 1984 (a campanha pelas eleições diretas, marco no combate pela democracia), transportam o leitor para um mundo onde realidade e fantasia coexistem e se entrelaçam.

 

Aquando da publicação do livro, a crítica destacou «a força da narrativa e o investimento estilístico» (Time Out), classificando-o como um «livro de memórias mas também de futuro» (Jornal de Negócios).

 

Promocional A CASA ROSAS (1).pdf.

 

frenteK_Casa_das_rosas3.jpg

IMG_1268.JPG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A recensão de Hugo Pinto Santos, na Time Out, ao romance de estreia de Andréa Zamorano, A Casa das Rosas, um livro que tem surpreendido (e agradado) os leitores.

 

frenteK_Casa_das_rosas3.jpg

 

«A Casa das Rosas não é apenas a narrativa da jovem que se vê encurralada num cativeiro de luxo – habilmente descrito: “A minha casa era o sarcófago imperial” – nem a exposição (formalmente quase irrepreensível, salvo algum excesso expressivo) de uma situação familiar sufocante e malsã. Um ecossistema em que o espectro do incesto, os logros da transferência e a pressão psicológica montam armadilhas difíceis de contornar para qualquer autor. E no entanto, este livro não deixa de ser também isso. Mas é, igualmente, um hábil contraponto romanesco à reconstrução histórica levada a cabo nos seus interstícios.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

«Meia brasileira, meia portuguesa – “eu sou esse híbrido” – Andréa Zamorano já não é só dona da Hamburgueria Gourmet. É escritora. Acaba de lançar o seu primeiro romance, A Casa das Rosas, situado no Brasil dos anos 80. Uma história sobre um pai e uma filha. E sobre o fim do medo.»

 

No Ípsilon.

 

az.JPG

 Foto: Rui Gaudêncio

Autoria e outros dados (tags, etc)

Andréa Zamorano, de quem a Quetzal acabou de publicar o romance de estreia, A Casa das Rosas, em entrevista ao i.

 

«A sua escrita acaba por reflectir esses dois lados do Atlântico e mistura características ortográficas de ambos os países. Ao lado português o que é que vai buscar?

 

Tenho um amigo que é professor na Universidade de Macau que diz que eu falo  português universal, que o híbrido que fiz serve de referência para a língua. Eu acho que o que é mais português é a sintaxe, a forma como eu organizo a frase tornou-se muito mais portuguesa. É um traço distintivo muito marcante entre Brasil e Portugal. Ao não fazer tanto a colocação pronominal brasileira acabei por suavizar as marcas, mas isso aconteceu naturalmente porque eu própria virei um híbrido [risos].»

 

frenteK_Casa_das_rosas3.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os nossos leitores podem agora ler as primeiras páginas do romance de estreia de Andréa Zamorano, A Casa das Rosas. Aqui:

A CASA ROSAS.pdf

frenteK_Casa_das_rosas3.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta é a história extraordinária de Eulália, uma jovem da classe média de São Paulo. Os inusitados acontecimentos que marcam a sua vida nesse período épico da vida brasileira, entre 1983 e 1984 (a campanha pelas eleições diretas, marco no combate pela democracia), vão transportar o leitor para um mundo onde realidade e fantasia coexistem e se entrelaçam. Ao longo desta história, haverá uma mãe desaparecida, um vestido de noiva, um detetive solitário, um jardineiro que sabe demais, um deputado poderoso, um perfume de rosas, uma fuga através da cidade, um animal que fala, um fantasma que aparece e desaparece, um poeta mexicano que só mais tarde irá surgir nos livros de Roberto Bolaño. E um final empolgante e inesperado.

 

A estreia de uma autora que cruza as culturas (e ortografias) de uma mesma língua.

 

frenteK_Casa_das_rosas3.jpg

 

 

 

Andréa Zamorano nasceu no Rio de Janeiro e vive há tantos anos em Portugal quantos os que viveu no Brasil. Cursou Língua e Literatura Portuguesas na Universidade Federal do Rio de Janeiro e Estudos Portugueses na Universidade Nova de Lisboa. Frequentou o mestrado de Literatura Comparada na Universidade Clássica.

 

Tendo trabalhado na área de Comunicação Empresarial em diferentes multinacionais, é atualmente proprietária de vários restaurantes, entre os quais, a famosa Hamburgueria Gourmet – Café do Rio.

 

A Casa das Rosas é o seu primeiro romance.

Autoria e outros dados (tags, etc)

frenteK_Casa_das_rosas3.jpgA 13 de fevereiro nas livrarias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D