Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


«Magro, às vezes com óculos de aros finos, um cigarro quase sempre presente, feições vincadas conferindo idade a um rosto que podia ser o de um miúdo, Donald Ray Pollock quis para si uma vida nova ao recusar ver-se como o pai na velhice, horas seguidas num sofá em frente ao televisor. A projecção do seu futuro provável incomodou-o. Aos 50 anos, e após 33 a trabalhar como operário numa fábrica de papel, despediu-se. “Talvez fosse a tal crise de meia-idade”, brinca, sem nunca se alongar nas palavras, carregadas do mesmo silêncio que as suas personagens usam nos momentos decisivos – um silêncio que ele encontrou antes da literatura mas que a torna tão eficaz quando, por exemplo, o escritor, qualquer escritor, sabe entrar em casas de gente sem livros e fazer delas a sua matéria.»

 

Isabel Lucas sobre Donald Ray Pollock, autor de Sempre o Diabo, no Ípsilon

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De João Vaz a 19.05.2014 às 17:48

Não sei se vos interessa, até porque não tenho a fama nem o proveito da sra. Lucas ou dos srs. Mexia Casanova e outros, e O Diabo não é o Público ou o Expresso (felizmente), mas amanhã vai sair nesse semanário uma recensãozinha sobre esta obra que vocês editaram. Fica aqui o alerta, porque assim pode ser que comprem O Diabo, que até é um jornal simpático e com pessoal esforçado e que gosta de ler. Saúde!
Imagem de perfil

De Quetzal a 20.05.2014 às 17:08

Caro João Vaz,

já destacámos a recensão no facebook e em breve publicaremos um excerto aqui no blog.

Obrigado.
Sem imagem de perfil

De joão Vaz a 23.05.2014 às 22:41

Só agora, ao reler o que escrevi, é que me apercebi que chamei Alvin ao filho de Willard, e não Arvin. Enfim, não sei onde é que estava com a cabeça, talvez tenha sido pelo facto de Alvin ser mais comum. Peço desculpa pela falha.
Sem imagem de perfil

De joão vaz a 06.08.2014 às 15:22

Não percebi o porquê desta conversa. Como, até á data, não publicaram nada no vosso blogue, como disseram, fica aqui apenas esta nota: não fiz referência ao livro à espera fosse do que fosse, importa-me pouco isso. Não estou à espera de ofertas, quando quero livros compro-os - felizmente ainda posso. Agora, virem dizer que fazem e depois nada, mais valia estarem calados. Se é pelo facto d'O Diabo ser de "extrema-direita" (na mentalidade reducionista de muitos), ou eu próprio, é triste e muito redutor, mas pronto. Há quem ache que a cultura é de esquerda, mas esses nunca ouviram falar em Pound, quanto mais em Brasillach, Bardèche, Hamsun ou muitos outros. Nós, por aqui, ao menos lemos os livros e não temos pretensões a tratar "o Flaubert" por tu, como fazem os posers intelecuaizitos cá do burgo. Enfim, continuem a ler o Público e o DN que nós vamos fazendo o nosso trabalho. Saudinha.

Comentar post



QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D