Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


É justo dizermos que a Aristóteles e Platão correspondem duas direcções distintas do pensamento ocidental?

Aristóteles é frequentemente mais platónico do que aristotélico. Se Platão procura a ideia geral, aquilo que manifesta todas as coisas a partir da luz que as ilumina e as faz compreender, pensa-se que Aristóteles acede à luz das coisas no próprio interior real e intrínseco delas. Elas próprias se manifestam a partir da sua lâmpada interior. Ainda assim, às vezes um parece falar em nome do outro.

 

Saiba quem fala e o que diz em Ética à Nicómaco, de Aristóteles. Um livro que será apresentado pelo Professor Marcelo Rebelo de Sousa e o Padre Tolentino de Mendonça, no próximo dia 29, às 18h30, na Bertrand do Chiado.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Julio a 24.06.2009 às 14:37

"...aquilo que manifesta todas as coisas a partir da luz..."
Gostei do texto, mas não do termo “coisas” na sentença. Que “coisas”? Acho pouco esforço intelectual inserir tal termo em uma sentença filosófica ou outra, perdoem. Sempre embirrei com o abuso de termo tão indefinível.
Júlio. [Joanesburgo].
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.07.2009 às 12:27

Caro senhor, o substantivo feminino no plural "coisas" traduz exactamente o que os gregos entendiam por "ta pragmata" e os latinos por "res", de onde vem "respublica" ("a coisa pública"). O idioma alemão tem o substantivo feminino "die Sache" (assunto ou questão, "coisas" a serem tratadas) para dizer exactamente o mesmo, distinguindo-o, assim, do substantivo neutro "Ding", "objecto". Assim, no contexto filosófico, acho absolutamente apropriado o emprego de "coisas". Por um lado, deixa o caracter indefinido do que há para tratar. Por outro, integra-se na própria tradição do ocidente. Cordialmente, António Caeiro

Comentar post



QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D