Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

«Horácio considerava Píndaro inultrapassável enquanto lírico.

O inultrapassável nunca é fácil de traduzir, por isso a presente tradução das odes píticas começa por ser um acto de coragem. Talvez só um poeta devesse atrever-se a fazê-lo, mas onde estão os poetas que hoje sabem grego? E nem mesmo Hölderlin, poeta dos poetas e tradutor do grego, conseguiu resultados memoráveis nas suas traduções pindáricas. António de Castro Caeiro ousou arriscar e, como se o risco não bastasse, anotou e interpretou numerosas passagens. Este hinos hepinícios em honra dos vencedores dos jogos píticos eram a letra de cantatas para as quais Píndaro também compunha a música e definia a coreografia. Daí o carácter rítmico — por vezes enigmatico e elíptico — destas odes que, no seu conjunto, encontram agora enfim uma versao na nossa língua.»

Almeida Faria

 

Mais um título da série textos clássicos e, mais uma vez, com tradução do grego de António de Castro Caeiro. Além da tradução, prefácio e notas, neste volume estão também publicadas cinco conferências do tradutor e investigador.

 

Píndaro (século VI-V a. C.) é o mais aclamado dos poetas líricos gregos. Até nós chegaram algumas das suas odes para os vencedores das competições da antiguidade clássica, as Olimpíadas, as Nemeias, as Ístmicas e as Píticas. Píndaro imortaliza no seu canto os heróis da aristocracia grega, cujo objectivo mais dignificante era concorrer aos jogos e alcançar a vitória, revelando toda uma cultura assente na excelência humana e nos mais altos valores éticos, alicerçados na justiça, coragem e reflexão.

Autoria e outros dados (tags, etc)



QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D