Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Humilhação e Glória, de Helena Vasconcelos, chega às livrarias a 3 de fevereiro. Segundo a autora, este ensaio “refere a vida de algumas mulheres singulares, importantes, fascinantes e excitantes. Mas não é um livro sobre mulheres. Ou antes: não é um livro "só" sobre mulheres.”

 

Temos cinco exemplares autografados para oferecer aos leitores que aceitarem o desafio de dizer qual a figura pública feminina que mais os influenciou e porquê. As respostas devem ser enviadas para o e-mail quetzalblog@sapo.pt até 2 de fevereiro. As cinco melhores frases serão escolhidas pela autora e os selecionados receberão um exemplar autografado de Humilhação e Glória.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Borges, o mesmo

27.01.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nas livrarias a partir de amanhã

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

No final dos anos 1930, após se ter instalado em Los Angeles, Christopher Isherwood desenvolveu o seu interesse pelas filosofias orientais. Dedicou-se à tradução de textos hindus e à investigação da vida de místicos indianos. Enquanto isto, gradualmente, aspetos dessa aproximação eram trabalhados na sua escrita ficcional – exemplo disso é Encontro à Beira-Rio, nas livrarias a 27 de janeiro, uma história de dois irmãos britânicos que, justamente, personificam os anseios espirituais e sexuais do próprio Isherwood.

 

 

 

Christopher Isherwood nasceu em Cheshire em 1904. Começou a escrever nos tempos da faculdade e a sua prolífica obra desenvolveu-se em vários géneros: romance, conto, relato de viagem e teatro. Mudou-se ainda jovem para Berlim, onde se sustentava ensinando inglês. Na Alemanha, assistiu de perto à ascensão de Hitler, e alguns dos seus romances refletem essa experiência - por exemplo Adeus a Berlim (publicado pela Quetzal em 2011). No fim dos anos 1930, viajou pela China com W.H. Auden, após o que se radicou nos EUA. Aí, nos anos 1960, durante uma fase crítica da relação com Don Bachardy – o homem com quem viveu mais de vinte anos –, Christopher Isherwood escreveu Um Homem Singular, com que a Quetzal iniciou a publicação das suas obras. A estes junta-se agora Encontro à Beira-Rio, um romance em que se destacam dois importantes temas da sua obra nesta fase: as filosofias orientais e a homossexualidade. Christopher Isherwood morreu em Janeiro de 1986.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Conhecer Zeca

24.01.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma boa i-deia

23.01.12

"Dizer que Franny e Zooey é um livro para ler e reler parece uma daquelas frases feitas para imprimir nas badanas. Mas que raio, é mesmo verdade. Se fazemos quilómetros para rever amigos, se há jantares de turma e férias com antigos colegas de Erasmus, porque não perder umas horas de livro aberto a reencontrar as duas melhores pessoas que nunca conhecemos?"

 

Luís Leal Miranda, i

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crónica de Luís Pedro Nunes, no revista do Expresso

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Borges

20.01.12

Na lista de maiores escritores do século XX, há vários nomes que são sempre citados: Proust, Joyce, Kafka. Jorge Luis Borges é um deles. A sua ascensão ao panteão literário foi lenta, mas com a entrega do prémio Formentor, em 1961, fixou-se aí definitivamente. Borges tornou-se uma lenda, um arquétipo do escritor erudito e de infinitos conhecimentos enciclopédicos, que inspirou Umberto Eco na criação de Jorge de Burgos, o monge cego de O Nome da Rosa. Bibliotecas, tigres, espelhos e labirintos: não é possível pensar em qualquer destes substantivos sem que o nome de Borges nos ocorra de imediato. São elementos de um universo único que gerou uma multidão de admiradores e imitadores, embora nenhum tivesse atingido o nível do mestre. Tal como os escritores referidos no início, Jorge Luis Borges não recebeu o prémio Nobel.

 

Poeta, contista e ensaísta, Jorge Luis Borges nasceu em Buenos Aires, em 1899, e morreu em Genebra, em 1986.

 

A Quetzal dá início, a 3 de fevereiro, à publicação das obras de Jorge Luis Borges com a saída em simultâneo de dois livros: História da Eternidade e O Livro de Areia. O primeiro, que reúne ensaios, revela o Borges polímato, o escritor erudito. O segundo é um exemplo de mestria da narrativa curta, em que Borges revisita temas desenvolvidos anteriormente, como a ideia de um livro infinito.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Sim, em Eggers a viagem (mesmo quando não óbvia ou clichê) é o simbolismo de uma procura qualquer. Pode ser na Costa Rica ou no Egito, na Escócia ou na Tanzânia, numa estrada da Califórnia ou no fundo de uma alma - e através de todos esses sítios, em toques delicados ou explosões de humor, ele mostra-nos como viver neste início de século pode ser coisa selvagem mesmo quando não parece. Imperdível, pois."

 

António Simões, A Bola, 17-01-2012

 

Como Estamos Famintos, de Dave Eggers, chega às livrarias a 27 de janeiro.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ana Dias Ferreira, da revista Time Out, falou com Rodrigo Lacerda a propósito de Outra Vida, romance que chega às livrarias a 20 de janeiro: "Outra Vida é um livro sobre pessoas sem nada de especial e isso é o maior elogio que se pode fazer ao autor."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"O Fiel Amigo"

17.01.12

"O Sentido do Fim é um romance generoso para com o leitor e os personagens e, nisso, o temperamento do romancista inglês permanece sólido e anacrónico (ao contrário do seu ex-amigo Martin Amis, cuja rebeldia se foi revelando pura expressão de rivalidade, obsessão também tão contemporânea). O que se poderia perder com o resguardo emocional e autobiográfico do autor, ganha-se em distensão e segurança da prosa."

 

Filipa Melo sobre O Sentido do Fim, de Julian Barnes, na revista Ler

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foram divulgados os nomeados para os prémios de edição Ler/Booktailors. A Quetzal está nomeada na categoria de Melhor Design de Literatura com a capa, da autoria de Rui Rodrigues, de Diário da Bicicleta, de David Byrne. Podem votar aqui: http://premiosdeedicao.blogs.sapo.pt/.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Rodrigo Lacerda (n. 1969), escritor e editor paulista, levou oito anos a apurar este romance. Desse apuramento terá surgido o despojamento final, concentrado no osso de cada movimento interno das personagens, almofadado pela memória de situações passadas. Outra Vida lê-se bem e muito rapidamente e não é só um retrato photomaton de um banal rompimento de projeto comum entre duas pessoas. (...) Lacerda dá espaço e dignidade a cada um dos dois pontos de vista. A humanidade do resultado tem traços de poesia."

 

Filipa Melo, Sol, 13-01-2012

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poema ao Sábado

16.01.12

Um poema inédito de João Luís Barreto Guimarães, publicado no P2, suplemento do jornal Público:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Reinaldo Moraes, o jornalista João Bonifácio e a editora da Quetzal, Lúcia Pinho e Melo, ontem, na apresentação de Pornopopeia na Fnac do Chiado

Autoria e outros dados (tags, etc)

"[...] se estes são poemas sobre o quotidiano, nem por isso resvalam para fórmulas feitas, retoricamente reconhecíveis em tantos outros poetas que quiseram ver na poesia de circunstância ou quotidiana uma forma, ora subtil, ora declarada, de prestar vassalagem a um tom dominante. Não é o seu caso porquanto, retoricamente, estejamos na presença de uma obra que faz estilhaçar, no ato mesmo de ser quotidana, os seus modos de o dizer e apresentar."

 

Recensão de António Carlos Cortez a Poesia Reunida, de João Luís Barreto Guimarães, no Jornal de Letras

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quase a chegar

11.01.12

"Para além conseguir a proeza de ficcionar, com humor e ritmo irresistíveis (…), uma discussão sobre o conceito de santidade, Salinger expõe ainda de forma admirável os meandros do cristianismo e do budismo, num livro que é, também, uma réplica hiperlúcida à dicotomia sabedoria/felicidade, um dos pilares mais nefastos da nossa esquizofrénica cultura. Imperdoável não (re)ler."

Ana Cristina Leonardo, Expresso

 

 

Franny e Zooey apareceu em livro em 1961. Compõe-se de um conto e de uma novela, publicados inicialmente em separado na revista The New Yorker. Franny e Zooey são irmãos, dois dos sete irmãos da família Glass, cujos membros – todos precocemente adultos, hiperinteligentes, e às voltas com questões existenciais – são personagens frequentes na obra de Salinger.

 

Este díptico - Franny é uma jovem que explica ao namorado o seu interesse religioso como solução para a sua angústia; Zooey discute com a mãe a crise da irmã – que será, em simultâneo, uma história de amor e uma história de fé, resistiu ao tempo e a uma má receção inicial por parte da crítica, e mantém-se na sua essência, meio século mais tarde, um livro atual, e simplesmente brilhante.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Outra vida

10.01.12

Outra Vida, de Rodrigo Lacerda, finalista do prémio Portugal Telecom e do Jabuti, chega às livrarias a 20 de janeiro.

 

 

"O recorte da intriga é de meridiana clareza. Em poucas linhas sabemos que tudo vai mudar na vida da família que o narrador coloca no terminal rodoviário às primeiras horas da manhã (...). [A] discussão entre marido e mulher (no momento em que dão pelo desaparecimento da filha) tem uma eloquência genuína. O melhor do livro é mesmo a radiografia conjugal interclassista."

 

Eduardo Pitta, Sábado

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D