Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Nas livrarias

31.10.11

O livro Poesia Reunida, de João Luís Barreto Guimarães, será apresentado no Porto, em Lisboa, em Coimbra e em Braga nas seguintes datas:

 

- 18/11, sexta-feira: Clube Literário do Porto, 21h30, por Vasco Graça Moura; leitura de poemas por Daniel Jonas

 

- 19/11, sábado: Livraria Bertrand Chiado, Lisboa, 18h30, por Pedro Mexia

 

- 20/11, domingo: Livraria Almedina Estádio, Coimbra, 16h00, por Luís Quintais

 

- 26/11, sábado: Livraria Capítulos Soltos, Braga, 18h30, Marta Peixoto

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Elogio

28.10.11

A crónica de António-Pedro Vasconcelos, no Sol, é dedicada a José Rentes de Carvalho e é imperdível. Um elogio mais do que merecido a um dos grandes escritores portugueses:

 

"Volto ao princípio: nestes tempos em que o espectro da dissolução da Europa paira sobre nós, em que o desabar da cultura humanista - que, no meio de tantas páginas negras, sempre nos salvou -, parece iminente, ler homens como este que, aos 80 anos, nos consegue fazer olhar o seu mundo, feito de memórias e de imaginação, com essa terna condescendência, que é o sortilégio dos grandes escritores, é um bálsamo que nos faz pensar que só a ficção nos salva da barbárie."

Autoria e outros dados (tags, etc)

"A oitava presença de José Luís Peixoto no ciclo “Quintas de Leitura”, promovido pela Câmara Municipal do Porto, através da Fundação Ciência e Desenvolvimento, intitula-se “Debaixo da roupa, estamos todos nus” e apresenta o novo livro do escritor, em duas noites repletas de surpresas, a 27 e 28 de Outubro, quinta e sexta-feira, às 22h00.

Uma das surpresas: José Luís Peixoto aproveita a sua presença neste ciclo para, na sessão de 27 de Outubro, fazer o lançamento nacional do seu novo livro “Abraço”, que será posto à venda no decorrer desta noite e no qual perpassam imagens de infância e memórias afectivas do autor. No dia 28 de Outubro o livro já estará à venda nas principais livrarias do país."
 
Toda a informação aqui.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje

26.10.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Texto de Mário Rufino, no Diário Digital:

 

"Amis exprime durante os 12 ensaios e recensões a sua posição sobre as religiões e o Islão/islamismo, em particular. A aversão a acções não baseadas na gnose e na racionalidade motivam-no a construir textos que o vinculam a uma opinião ousada e muito assertiva:

 

«O que eu sou é um islamismofóbico, ou melhor dizendo, um anti-islamista, porque fobia é um medo irracional, e não é irracional temer-se algo que diz que nos quer matar. O inimigo mais geral, evidentemente, é o extremismo» (pág. 10)"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Barnes conduz Tony até à revelação dos seus erros, da sua cegueira, da dor que infligiu aos outros sem se aperceber. E fá-lo com tal mestria que o desenlace da história, quando chega, é tão surpreendente para o protagonista como para o leitor. Só por esta mestria narrativa, "The Sense of an Ending" seria sempre um grande livro. Mas a escrita de Barnes - com as suas frases perfeitas, por vezes a raiar o sublime - torna-o uma obra-prima."

 

José Mário Silva, Expresso, 22.10.2011

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda o Booker

20.10.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

The Sense of an Ending, de Julian Barnes, venceu o Booker. Depois de três vezes na short list, Barnes finalmente venceu. É caso para dizer que à quarta foi de vez. A tradução do livro está pronta e será publicada brevemente pela Quetzal. Parabéns, Mr. Barnes!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O historiador Vitorino Magalhães Godinho (1918-2011) será homenageado na sessão de abertura do ano escolar na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (UNL), na próxima quinta-feira, às 10h.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

João Luís Barreto Guimarães nasceu no Porto em Junho de 1967. Divide o seu tempo entre Leça da Palmeira e Venade. Publicou o primeiro livro de poemas Há Violinos na Tribo, em 1989, a que se seguiram Rua Trinta e Um de Fevereiro (1991), Este Lado para Cima (1994), Lugares Comuns (2000), 3 (poesia 1987-1994), em 2001, Rés-do-Chão (2003), Luz Última (2006) e A Parte pelo Todo (2009). Poesia Reunida aproxima os sete livros que constituem a sua obra editada até ao momento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poesia Reunida

18.10.11

O blogue do poeta João Luís Barreto Guimarães já consta da lista de links. Aconselhamos os leitores a visitar o blogue e, a partir de dia 28, a descobrir a Poesia Reunida. Fica aqui um poema:

 

chegar até onde a luz se põe sem querer
saber porque se põe ser do céu uma das
cores e/ou pertencer ao quente ar do
crepúsculo sentindo que nenhum outro

exacto momento se repete assim. depois:
deixar sair os olhos em contínuos voos
espirais como aves do mar a cair na espera

ondulante das águas acreditar nas leis
do pensamento como quem mais não pode que
aceitar porque o homem é breve ainda para
se conseguir compreender. eis que tudo

quanto é sonho se torna real tudo quanto é
temporal ocorre agora dissipando eventuais
porquês perante a real forma das coisas


in "Rua Trinta e Um de Fevereiro" (1991)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crítica no El País ao livro de José Luís Peixoto, Libro:

 

"Con estos ingredientes, Peixoto articula un interesante discurso sobre la identidad y la orfandad, y elabora en paralelo un maravilloso retrato psicológico del mundo rural portugués que protagoniza, realmente, la historia. Como si metiésemos en una coctelera ingredientes de Lobo Antunes, Saramago y algo de Vergílio Ferreira y Urbano Tavares Rodrigues, Peixoto parece mirarse en el espejo de su propia generación, construyendo un puzle narrativo que a nadie dejará indiferente, y que constituye, sin duda, un antes y un después en su propia trayectoria literaria."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mestre

14.10.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

Crítica

14.10.11

 

"O principal mérito de MJM está na forma como consegue manter a sensação de claustrofobia narrativa, sem deixar que o leitor se perca no caos de repetições, incongruências e "solavancos lógicos". Muito bem escrito, o livro oferece-nos pelo menos dois pastiches brilhantes: um de García Márquez (a cidade de Polvorosa, uma espécie de Macondo onde se produz cacau em vez de bananas); outro de Thomas Pynchon (a barafunda postal de Granada)."

 

José Mário Silva, Expresso, 4 estrelas, 01-10-2011

 

“A narrativa desenvolve-se a vários níveis que se entrecruzam com a agilidade de um jogo, o caos do absurdo e a zombaria da impossibilidade.”

 

Helena Vasconcelos, Público, 4 estrelas, 14-10-2011

 

 

Uma Mentira Mil Vezes Repetida é um festim de labirintos narrativos que esconde, só pelo prazer de forçar a descoberta, as reflexões sobre o mundo que nenhum telejornal permite e que a literatura guarda como melhor espelho de todos nós.”

 

Sara Figueiredo Costa, Time Out, 4 estrelas, 28-09-2011

Autoria e outros dados (tags, etc)

Salinger

13.10.11

 

A voz de Holden Caulfield, protagonista e narrador da obra-prima de Salinger, é talvez a mais inconfundível da literatura americana do século XX.

 

Para comemorar a nova edição de À Espera no Centeio, a Quetzal organiza uma sessão de leitura de excertos da obra com a participação de Nuno Costa Santos, Vasco M. Barreto, Inês Bernardo, Inês Fonseca Santos, Ricardo Dias Felner, Margarida Ferra, Carlos Vaz Marques, Raquel Marinho, Tiago Barbosa, Lúcia Pinho e Melo, Pedro Vieira, Sandra Silva e Fernando Alvim.

 

Para os resistentes e noctívagos, a partir das 22h a animação musical ficará por conta do dj e vj Irmão Lúcia.

 

15 de outubro, às 18h, no Bartô (Rua Costa do Castelo, n.º 1/7).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na nossa lista entram mais dois blogues de autores: o de Pola Oloixarac e o de Jose Manuel Fajardo. Fica aqui um dos posts do escritor espanhol:

 

"El Nobel de Literatura tiene en ocasiones la virtud de hacer descubrir autores que muy pocos conocían. Hay prestigios consolidados en reductos de conocimiento que apenas hallan eco en el barullo del mundo. Es el caso del poeta sueco Tomas Tranströmer. Muchos apenas sabíamos de él hasta que ayer su nombre se hizo mediáticamente universal. Para los conocedores de la literatura nórdica es la consagración de la ola literaria que nos llega del frío. Para los demás, la ocasión de descubrir una literatura sutil que ha hecho del elogio del silencio su principal atributo.

 

“Me encuentro con huellas de pezuña de corzo en la nieve./ Lenguaje, pero no palabras”, escribe el poeta, que proclama su fascinación ante el poema que “crece, ocupa mi lugar”. Silencio frente a palabras, como una nota blanca en medio de una canción. Un necesario paréntesis. Para apreciar mejor la melodía, para que las palabras recobren algún día su sentido."

 

 

Boas navegações!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O primeiro encontro do Clube de Leitura do Instituto Cervantes será no próximo dia 19 de outubro, às 18:30. Este novo espaço de leitura e debate será coordenado pela escritora cubana Karla Suárez, autora de Havana, Ano Zero, publicado este ano pela Quetzal. Mais informações aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D