Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Já começou, há uma hora, a maratona de leitura da Fnac, que durará até às 23h00. Escritores e outras personalidades lerão durante dez minutos em público, o que quiserem, e passarão o testemunho ao leitor seguinte, assegurando assim oito horas sem parar de ler. António Manuel Venda, autor de Uma Noite com o Fogo, lerá às 21h20.

Autoria e outros dados (tags, etc)


 

As Livrarias Bertrand assinalam o Dia Mundial do Livro com a organização de uma série de eventos, dedicando uma especial atenção aos leitores mais novos.

 

Chiado
De 20 a 25 de Abril, Feira do Livro na Rua Anchieta com livros a preços imperdíveis e muita animação.

 

Av. Roma
Nos dias 22 e 23 de Abril a livraria muda-se para a Avenida: venda de livros e muita animação em plena Av. de Roma!

 

Sessões com Escolas – dia 23 de Abril
As Livrarias Bertrand abrem as suas portas aos alunos do 1º ciclo, procurando cativa-los para a leitura.
O objectivo desta actividade é mostrar aos alunos:
- o dia a dia de um livreiro;
- como se arrumam os livros numa livraria;
- o que são e como se preparam devoluções;
- o que é e para que serve o merchadising;
No final os alunos recebem um certificado de Livreiro Bertrand.

 

Bertrand Olivais
Os Alunos da Escola EB1 Alice Vieira visitam a livraria as 13:45h e as 15:15h.

 

Bertrand Vasco da Gama
Os Alunos da Escola EB1 Alice Vieira visitam a livraria as 14:00h.

 

Bertrand Colombo
Concurso com alunos da Escola EB1/J1 Pintor Alves Cardoso, em que as melhores frases com as palavras “Bertrand” e “livro” ganham balões, lápis de cor, um livro infantil e vêem as suas frases publicadas no site da Bertrand.

 

Bertrand CCB

Os Alunos do Colégio Bom Sucesso visitam a livraria as 14:00h.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje à noite, na Biblioteca Muncipal de Gondomar, pelas 21h30, é apresentado o primeiro livro de Manuel Jorge Marmelo publicado pela Quetzal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

O meu objectivo era apanhar o comboio que toda a gente toma para o trabalho, e depois continuar, mudando de comboios até ao fim da linha. E (consultando um mapa) o fim era o que eu tomava por ser uma pequena estação, chamada Esquel, no meio da Patagónia. O autor que assim escreve, em O Velho Expresso da Patagónia (traduzido por Nuno Guerreiro Josue), apanhou um avião em Honolulu, Hawaii, voou até Newark e daí para o Porto, cerca de vinte horas no total. O autor que assim escreve: Viajar de avião é muito simples, irritante e provoca ansiedade. É como estar no dentista; até as cadeiras dos aviões são como as cadeiras dos dentistas. Paul Theroux voou até Matosinhos, para participar no IV Encontro Literatura em Viagem, onde brindou a assistência com um agradecimento (pelo cavaquinho, ukelele, que os portugueses levaram ao Hawaii) e duas lições para aspirantes a escritores (escutar e sair). Antes disso, poucas horas depois de chegar, depois de duas entrevistas, rumou ao Porto, apanhando o metro que toda a gente toma para o trabalho.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Não é todos os dias que um autor merece chamada de capa num semanário de referência. O texto de Fernando Venâncio (que é português e vive na Holanda) sobre Rentes de Carvalho (que é português e vive na Holanda) publicado no Actual do Expresso desta semana vale a pena ser lido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

CROÁCIA, REPÚBLICA CHECA E ESTADOS UNIDOS: o caminho mais longo entre Braga e Barcelos  

 

 

O escritor José Luís Peixoto, que já anunciou publicamente estar a trabalhar num novo romance, inicia na próxima semana um périplo por vários países que só terminará a 15 de Junho. A 18 de Abril, Peixoto estará na Feira do Livro de Braga. Três dias depois, a 21 de Abril, participa no IV Encontro de Literatura em Viagem, em Matosinhos (numa mesa redonda com Marçal Aquino, Richard Zimmler, Luís Sepúlveda e Helene Cooper, moderada por José Medeiros Ferreira). Dia 24 de Abril, falará sobre a sua obra, no Luxemburgo, com os alunos da Escola Europeia. Ainda no Luxemburgo, estará presente, dia 25, no Festival Printemps des Poetes. Seguem-se festivais de poesia na Croácia: ilha de Zadar (12 de Maio) e Zagreb (dia 14). Depois, na República Checa, o autor português será convidado da Feira do Livro de Praga (15 de Maio) e da universidade de Brno (18 de Maio). O mês de Maio termina na Universidade de Harvard (EUA), onde será lançada, a 28 de Maio, a edição em paperback de Nenhum Olhar (The Implacable Order of Things). De regresso a Portugal, Peixoto marcará presença, a 15 de Junho, na Feira do Livro de Barcelos.

 

Depois de tudo isto, o autor de Cemitério de Pianos dedicar-se-á a tempo inteiro à escrita do próximo livro, que sairá no Outono com a chancela da Quetzal. Até lá e enquanto não chega este que será o quarto romance de José Luís Peixoto, a Quetzal reedita o seu primeiro livro: uma nova edição de Morreste-me chega às livrarias no início de Junho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Aqui, pelo imbatível irmão lúcia (vale a pena clicar e ler o texto).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dois argentinos, um mexicano, dois brasileiros e um norte-americano: são quatro homens e duas mulheres, seis escritores, consagrados e estreantes, que viajam até Matosinhos e fazem da Quetzal chancela com mais autores presentes no IV Encontro Literatura em Viagem. Paul Theroux participará na 4ª mesa do encontro, dia 19, às 17h30, com o título: Ler o Mundo, viajando. E durante o encontro será ainda apresentado o seu Velho Expresso da Patagónia, finalmente traduzido e publicado em Portugal.
 
Leila Guerriero, repórter argentina e Gonzalo Celorio, o romancista e professor universitário mexicano que foi director do Fondo de Cultura Economica, estarão juntos no dia 20, pelas 15h30 para falar a partir da proposta A viagem é a Minha Memória. Logo a seguir, a brasileira Christianne Tassis, que traz a Matosinhos o seu primeiro romance, Sobre a Neblina, escrito com o apoio de uma bolsa de criação literária, participa na mesa Viajar é um acto sensual. Eduardo Belgrano Rawson, autor daquele que é considerado o melhor romance argentino das últimas décadas, Para Lá da Terra do Fogo, discutirá no dia 21 às 15h30 se Existe um Limite para o que a viagem pode exprimir. Segue-se, na última mesa, Marçal Aquino, um autor galardoado com o Prémio Jabuti, que publicou agora na Quetzal Cabeça a Prémio, um romance em adaptação ao cinema

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sem culpa

13.04.09

O livro navega em capítulos curtos, uns de pouco mais de uma frase, outros mais extensos, num jogo de palavras, emoções e afectos que se descobrem sem culpa a sul do Equador.

 
Miguel Marujo, sobre Transa Atlântica, num perfil de Mónica Marques publicado na revista do 24 Horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Michel Onfray, que defende que não há filosofia sem psicanálise, num texto muito sintético e bem estruturado, vai ao ponto de definir o momento da partida: dar a volta à chave de casa – já não estamos no lugar abandonado e ainda não estamos no lugar desejado.

 

Ontem, no Hoje há conquilhas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Visão Estilo e Design, que chega hoje às bancas, oferece um conto inédito de Mónica Marques, a autora de Transa Atlântica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Eis a capa de A Ninfa Inconstante, a história do amor de um homem por uma mulher mais nova e por uma cidade - Estela e Havana. O inédito póstumo de Guillermo Cabrera Infante é agora publicado pela Quetzal na sua primeira tradução mundial, assinada por Salvato Telles de Menezes. A Ninfa Inconstante foi publicada em Espanha, em Setembro de 2008, com a chancela da Galaxia Guttemberg/Circulo de Lectores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estela

08.04.09

Estela não tem dezasseis anos nem sequer um metro e sessenta. Nem tão pouco consegue entender  o discurso desse crítico de cinema que se apaixonou por ela e que tem uma
mulher que já não fica acordada à espera dele. Mas esta não é outra dessas histórias de amor em que um intelectual maduro cai na armadilha da beleza de uma ingénua adolescente. Esta é a história de Estela, que tem um plano que é tudo menos inocente. E é também a história de Havana antes da revolução, com os boleros de uma cidade ruidosa e sensual em fundo.  
 

A 24 de Abril chega às livrarias a história de Estela (e também uma parte da história de Havana).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na Time Out de hoje o «Como eu escrevo» é assinado por Rogério Casanova. O autor assina também a ilustração, com um autoretrato desenhado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desconexo no seu entrecruzado de anotações, pensamentos, memórias, reflexões, apontamentos diversos, desconcertante e declaradamente nas tintas para o politicamente correcto, «Transa Atlântica» sabe a ‘transa literária’, a um flirt com a escrita que equivale a uma chapada no convencionalismo literário, também um atestado contra a normalidade.

 

Pedro Teixeira Neves escreve sobre Transa Atlântica, de Mónica Marques, no PnetLiteratura. E já está disponível online o texto publicado no DN Gente de sábado sobre esta carioca alfacinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

«O caso de Zambujal tem a ver com o humor, que nele é espontâneo, à flor da jornalística pele; mas não se reduz a isso: Crónica dos Bons Malandros, obra de estreia, é um feixe de peripécias bem urdidas, ligadas entre si quase pela mesma cumplicidade que vai proporcionar à quadrilha do Renato o roubo do século - e o flop do ano. (...) Aí ganha Zambujal esta sua primeira partida, juntando-lhe oportunamente aquele q.b. de subversão linguística sem o qual continuaríamos hoje lendo, tristes, as prosas anterianas de Figueiredo dos anos 70».

 

É de um texto de Fernando Assis Pacheco, o excerto transcrito na contracapa da edição da Quetzal da Crónica dos Bons Malandros. Esta edição especial é a 32ª segunda, tem dez ilustrações originais de João Fazenda (uma delas na capa) e foi publicado em Setembro de 2008, na primeira saída de livros com a nova imagem da Quetzal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depois do livro de Mário Zambujal, o filme de Fernando Lopes, em 1984.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Uma conversa entre Manuel da Silva Ramos e Mário Zambujal organizada pela Biblioteca Municipal da Covilhã, no Foyer do Teatro Cine, dia 14 de Abril, às 21h30.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Melhor livro de ficção portuguesa do século XX é Para Sempre, de Vergílio Ferreira (1983). Porquê? Porque é o melhor livro da melhor fase do melhor ficcionista português do século XX. Subentenda-se, naturalmente, «no meu entender», mesmo que aqui a subjectividade aspire à validade geral graças à perspectiva crítica mediada pelo próprio juízo de gosto, onde se cruzam a razão e o sentimento. Para Sempre, escrita do limite no limite da escrita, articula a unidade e a totalidade, e portanto o efeito de harmonia, o estado de perfeição e de acabamento, com a a vertigem da imperfeição e a força fragmentária de um discurso que exprime a tomada de consciência do terrível.

 

Joana Matos Frias, responde ao inquérito em Os Livros Ardem Mal. Para Sempre está já editado pela Quetzal, na série Obra Completa, dedicada a Vergílio Ferreira. A 8 de Maio chegam às livrarias mais dois livros de Vergílio Ferreira: Em Nome da Terra e Do Mundo Original.

Autoria e outros dados (tags, etc)



QUETZAL. Ave da América Central, que morre quando privada de liberdade; raiz da palavra Quetzalcoatl (serpente emplumada), divindade tolteca, cuja alma teria subido ao céu sob a forma de Estrela da Manhã.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Sites e blogues de autores

  •  
  • Sobre livros

  •  
  • Editoras do Grupo BertrandCírculo

  •  
  • Comprar livros online

  •  
  • Festivais Literários

  •  
  • Sobre livros (imprensa portuguesa)

  •  
  • Sobre livros (internacional)

  •  
  •  

  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D