Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quetzal

Na companhia dos livros.

Somos felizes em Leiria

Dia 14 estivemos na Arquivo, com a Helena Vasconcelos e 'Não Há Tantos Homens Ricos Como Mulheres Bonitas Que os Mereçam'. Amanhã, estaremos com Nuno Costa Santos (o escritor Hugo Gonçalves (...)

Uma obra aberta

«A autora calibra o plot com a naturalidade e a segurança de quem relata uma história linear. Ora o romance de Helena Vasconcelos será tudo menos linear. Veja-se como do Livro I para os (...)

O primeiro romance de Helena Vasconcelos

Não Há Tantos Homens Ricos como Mulheres Bonitas Que os Mereçam fica disponível a 12 de fevereiro nas livrarias portuguesas. Este longo título é retirado de Mansfield Park, de Jane Austen, escritora que Helena Vasconcelos revisita, numa comédia de costumes do nosso tempo

O moralista pós-moderno

«Uma Coisa Supostamente Divertida que Nunca Mais Vou Fazer, o texto que fornece o título a esta colecção de ensaios – nove, no total, publicados entre 1993 e 2009 em várias revistas (...)

"Orgulho e Preconceito"

"Num panorama editorial pequeno como o nosso, é importante que os críticos escrevam. Primeiro, porque os críticos são normalmente leitores dedicados e atentos, como o é Helena Vasconcelos, (...)

Um exímio romance

«Não Há Tantos Homens Ricos Como Mulheres Bonitas Que os Mereçam é, no seu programa algo provocatório e na sua quase perfeita execução, um exímio romance (podem aproveitar a frase em (...)

Choque e pavor

«Em Olhando o Sofrimento dos Outros, o seu último livro, (que surge agora numa reedição portuguesa com algumas alterações), Susan Sontag virou-se decididamente para a análise da forma (...)

Mal-Entendido em Moscovo

«De todos os escritores e pensadores que emergiram do movimento existencialista, Simone de Beauvoir terá sido a que melhor identificou, na sua obra, os choques entre os géneros, tanto na (...)