Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quetzal

Na companhia dos livros.

«Odeio a Internet»: um romance brutal e demolidor. E muito divertido. (extracto)

AVISO AO LEITOR. ESTE LIVRO CONTÉM OS SEGUINTES CONTEÚDOS SENSÍVEIS: «Capitalismo, o fedor tenebroso dos homens, anacronismos históricos, ameaças de morte, violência, servidão humana, cultura popular da moda, desespero, escárnio desbragado dos ricos, ameaças de violação, débeis iterações do pensamento epicurista, a ind.stria dos comics, a morte do intelectualismo, ser-se mulher numa sociedade que odeia as mulheres, populismo, um trocadilho pavoroso, a vida sexual do Thomas Jefferson, genocídio, celebridade, a filosofia objetivista da Ayn Rand, análises sobre ra.a, ficção científica, anarquismo com um fraquinho pela democracia, as pessoas que vão morrer para a Califórnia, a afetação dos millennials, páginas e mais páginas de explicações condescendentes e machistas, paganismo neo-helénico, casamento inter-racial, hippies com nomes intricados a cometerem atos de crueldade animal com cabras, guerras injustas no Médio Oriente, o 11 de Setembro, ver o perfil do Facebook de uma pessoa que conhecíamos quando éramos novos e julgávamos que toda a gente iria levar uma vida gratificante.» Sai em Janeiro.