Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quetzal

Na companhia dos livros.

A versão do escritor

«O Que Sabemos do Amor é a versão original dos dezassete contos escritos por Raymond Carver e publicados, num formato alterado pelo editor, com o titulo De Que Falamos Quando Falamos de Amor pela Alfred A. Knopf, em Abril de 1981.


A fonte dessa edição - o seu texto base - é o manuscrito que Carver entregou a Gordon Lish, à altura o seu editor Knopf, na Primavera de 1980. O manuscrito, que Lish cortou em em amis de cinquenta por cento após duas reescritas linhas por linha, encontra-se preservado na Biblioteca Lilly da Universidade do Indiana. Os contos originais de Carver foram recuperados transcrevendo as palavras que este bateu à maquina e que est\ao escondidas debaixo das alterações e cortes que Lish fez à mão.»

 

Do prefácio do editor americano a O Que Sabemos do Amor, de Raymonf Craver. A versão portuguesa de Begginers, traduzida por João Tordo. Nas livrarias a 5 de Fevereiro.

 

Jogos de tabuleiro

«Na sua casa de Blanes ainda se conserva uma importante colecção de jogos de guerra para tabuleiro. Bolaño era um aficcionado desta tipo de jogos de mesa, e em particular de um chamado Terceiro Reich.»

 

No El Mundo, hoje, um longo artigo sobre o Terceiro Reich, de Roberto Bolaño. A publicar em Espanha, pela Anagrama, durante a próxima semana e em Portugal até ao fim do mês - a primeira tradução mundial.

Pág. 1/3