Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quetzal

Na companhia dos livros.

Oferecer livros

 

 

 

 

Nas Livrarias Bertrand há promoções. Oferta de Somos o Esquecimento que Seremos, de Hector Abad Faciolince  (PVP 19.95) a quem comprar 2666 de Roberto Bolaño, beneficiando ainda de 10% de desconto. Dois grandes autores, dois grandes livros.

 

E ainda.... e ainda oferta de um livro em 50 euros em compras. No site das Livrarias Bertrand está disponível a lista de títulos para oferta.

Viúvas, a falta que um dicionário faz, cartas e uma estrela

Um primeiro romance sobre a certeza da morte.

 Uma colecçao de frases insólitas.

A revelação de fios secretos que ligaram poder politico e o poder económico.

 Um conto infantil de um autor existencialista português.

 

 

Chegam hoje às livrarias:

 

 

Todas as Viúvas de Lisboa, de Alexandre Borges

 

 

Trinta Anos de Mau Futebol, de João Pombeiro

 

 

Salazar e os Milionários, de Pedro Jorge Castro

 

 

A Estrela, de Vergílio Ferreira

Todas as Viúvas de Lisboa

 

Ao assistir, à distância, a um funeral, um homem é assaltado por uma estranha sensação de déjà vu: já teria estado naquele mesmo cemitério, rodeado daquelas pessoas, a enterrar aquele mesmo homem? Enquanto tenta perceber como ali chegou, reconstitui os últimos dias da sua vida, recordado a descoberta de três mulheres viúvas de um só homem, numa cidade cheia de fantasmas e gritos de alerta. Todas as Viúvas de Lisboa é um romance sobre o acaso, a identidade e o confronto com a certeza da morte.

 

Todas as Viúvas de Lisboa, de Alexandre Borges | série língua comum

 

 

O livro será apresentado por Pedro Marques Lopes e Nuno Costa Santos, em Lisboa,

no Frágil, dia 10 de Dezembro, pelas 22h00. Depois, haverá música, festa.

Alexandre Borges

Guionista e jornalista, natural de Angra do Heroísmo, Alexandre Borges integrou as equipas responsáveis por produtos televisivos como Equador, Grandes Livros ou Zapping, entre outros. Foi editor de A Capital e faz, actualmente, crítica de cinema no i. Publicou Dez Histórias de Amor Em Portugal, Histórias Secretas De Reis Portugueses (narrativa) e Heartbreak Hotel (poesia).

 

Tirou o curso de Filosofia, a carta de condução e o baço. Nunca fez nada de especial com nenhum deles.

 

Escreve no blogue noite americana.

Especial Salazar

No site da revista Sábado, um especial sobre o ditador português que deixou dos mais interessantes espólios da história (nas palavras de António Costa Pinto, na apresentação do livro Salazar e os Milionários, ontem, na Fnac Vasco da Gama). 

 

A revista disponibiliza além dos primeiros capítulos da obra de Pedro Jorge Castro, um dossiê sobre as ligações secretas de Salazar, com documentos inéditos do antigo presidente do Conselho, os vídeos de alguns dos principais discursos e o funeral de Salazar e uma fotogaleria da vida de Salazar.

Salazar e os Milionários

 

 

Durante o Estado Novo, quando os milionários portugueses precisavam de um favor político sentavam-se à secretária e escreviam a um homem pobre, de origem rural, mas que durante dezenas de anos concentrou em Portugal todo o poder político. Com base em cartas, relatórios e documentos, a maior parte inéditos, este livro desenha a surpreendente teia de ligações entre Salazar e as famílias mais ricas de Portugal: os encontros de domingo à noite com Ricardo Espírito Santo, a proximidade com os Mello, os pedidos de Champalimaud ou a aproximação de Cupertino de Miranda no final do regime. Aqui se revela também a relação pessoal que o ditador mantinha com o dinheiro, a sua intervenção nas guerras do petróleo e no comércio dos diamantes de Angolam, e as enormes facilidades concedidas aos empresários que, a pedido do próprio governante, fundaram o Hotel Ritz. Uma história recheada de episódios de veneração, discordâncias velads – e intensas manobras de bastidores.

 

Salazar e os Milionários, de Pedro J. Castro, é apresentado hoje às 18h30 na Fnac Vasco da Gam, por António Costa Pinto e Rui Ramos.

Pedro Jorge Castro

Pedro Jorge Castro tem trinta e quatro anos e doze de jornalismo. Natural de Leiria, licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade Autónoma de Lisboa. Trabalhou nos jornais A Capital, Portugal Diário, e 24 Horas, onde foi director-adjunto. É, desde Abril de 2007, o redactor principal da revista Sábado. Salazar e os Milionários é o seu primeiro livro.

Alice

 

O vento empurrou a neve contra o que tinha sido uma janela e estava agora tapado com metade da porta de um arquivo de documentos e folhas de jornal que não conseguiam vedar completamente o ar frio. Por isso, a temperatura na casa da Alice nunca subia muito acima dos zero graus.


Neste momento, neste preciso momento, aperta ela um pouco mais o papel desbotado na frincha da janela. As letras impressas não passam de uma vaga ilusão que pouco ou nada significa. Treme, sem dar conta, Alice. Passou a ser um estado natural  ter um corpo que não consegue permanecer quieto. Aperta um pouco mais o fecho éclair do casaco de malha azul e puxa mais para baixo as luvas sem dedos.  

Quem é o Max?

 

 

Max é um rapaz que está a crescer e a entrar num mundo que não consegue controlar. O pai foi-se embora; a mãe passa cada vez mais tempo com o namorado; e a irmã está a chegar à adolescência. Ele, por seu turno, refugia-se no interior do seu fato de lobo e entrega-se aos acessos de braveza de que é frequentemente acometido. Um dia, fugindo de uma discussão em casa, encontra um barco e, navegando nele, descobre uma ilha habitada por criaturas selvagens e monstruosas, de quem se tornará rei.

 

Antes da estreia do filme de Spike Jonze O Sítio das Coisas Selvagens nas salas de cinema portuguesas, a Quetzal publica o romance homónimo de Dave Eggers, um livro para todas as idades inspirado no clássico infantil de Maurice Sendak.

 

 

Salazar e os Milionários

 

 

 

Este livro explora uma faceta pouco conhecida das relações pessoais (além das políticas, óbvias) que Salazar mantinha com as famílias mais ricas e poderosas de Portugal de então (que são, na maior parte dos casos, as mesmas de hoje): os Mello, os Espírito Santo, os Champaullimaud, entre outros. Fruto de um grande trabalho de investigação, que envolveu também depoimentos de descendentes e amigos desses nomes da grande indústria e da grande finança, este livro revela factos surpreendentes e documentação inédita.

 

Nas livrarias a 27 de Novembro.

 

Lançamento a 25 de Novembro, na Fnac Vasco da Gama,

com apresentação de António Costa Pinto e Rui Ramos.

Pág. 1/3