Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quetzal

Na companhia dos livros.

Justificação de faltas


 

 

Devemos um pedido de desculpas aos leitores que frequentam este blogue. Nos últimos dias, actualizámos este blogue menos do que o habitual, temos estado ocupados com Roberto Bolaño e 2666. A esse propósito, quem não estiver farto do ruído pode ouvir o último programa de Luís Caetano, A Força das Coisas, onde Francisco José Viegas fala sobre esse livro de que se diz que é «Tudo dentro de tudo».

O Mundo Branco do Rapaz-Coelho

«E todos se debruçaram sobre a mão bordada, os olhos subitamente húmidos e os lábios trementes. E o choque e a certeza de estar perante alguém que vinha do Lugar Afortunado provocou na multidão um efeito imprevisível de histeria. Diz-nos, onde está, pediram. Pareces uma pessoa de bom coração, tens de te apiedar de nós, os que temos vivido em desgraça, Toma, dou-te isto e tudo o mais que tiver se me contares como é que se vai para lá, A mim, diz-me a mim, aqui, junto ao ouvido, se não queres que mais ninguém saiba

 

Um excerto publicado por Possidónio Cachapa no seu blogue.

6 de Novembro, Possidónio Cachapa

O Diário de Notícias dá hoje a notícia que de o novo romance de Possidónio Cachapa será publicado pela Quetzal. É o dia em que chega às livrarias «O Mundo Branco do Rapaz-Coelho» - o novo romance de Possidónio Cachapa, publicado na Quetzal. O autor de «O Nylon da Minha Aldeia», «Materna Doçura» e «Viagem ao Coração dos Pássaros» tem vindo a publicar excertos no seu blogue e existe já um twitter do livro, para seguir a partir daqui

 

Foto de Catarina Cabral

 

No blogue da Quetzal daremos conta do que das referências do livro, pré-publicações, comentários e agenda do autor para a promoção do livro.

Afonso Cruz

 

Além de escrever, Afonso Cruz é ilustrador, realizador de filmes de animação e compõe para a banda de blues/roots The Soaked Lamb, (onda canta, toca guitarra, harmónica e banjo). Nasceu em 1971, na Figueira da Foz, e haveria, anos mais tarde, de viajar por mais de sessenta países. Vive com a sua família num monte alentejano onde, além de manter uma horta e um pequeno olival, fabrica a cerveja que bebe. Em 2008, publicou o seu primeiro romance, A Carne de Deus - Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites, e, em 2009, Enciclopédia da Estória Universal, livro galardoado com o Prémio Camilo Castelo Branco.

Lançamento de Enciclopédia da Estória Universal

 

 

Ontem à noite, na Ler Devagar | Lx Factory. Afonso Cruz, autor e músico, Lúcia Pinho e Melo, editora da Quetzal, e José Mário Silva, Bibliotecário de Babel. Depois de ler uma boa percentagem das entradas desta Enciclopédia, de invocar Borges, José Mário Silva considerou o novo livro de Afonso Cruz como o mais divertido, surpreendente e estimulante dos livros de ficção publicados este ano (até agora) por autores portugueses.

Afonso Cruz falou pouco, mas o suficiente para contar que este foi o primeiro livro que escreveu (apesar de ter publicado primeiro A Carne de Deus - Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites, na Bertrand, em 2008).

Dois autores candidatos ao Prémio PT de Literatura

José Luís Peixoto, com Cemitério de Pianos e Lourenço Mutarelli, com a A arte de produzir efeito sem causa são finalistas do Prémio PT de Literatura. Em breve chegarão às livrarias novos exemplares de Cemitério de Pianos, com a chancela da Quetzal. Em 2010, publicaremos A arte de produzir efeito sem causa, de Loureço Mutarelli, na série língua comum.  

 

(capa da edição original de A arte de produzir efeitos sem causa, da Companhia das Letras)

 

Adão saiu primeiro do paraíso

 

«A sua passada era maior do que a da mulher, uma questão antropométrico. Por isso saiu ligeiramente à frente de Eva, que tinha passinhos pequenos, delicados. O segundo a mais que Eva se demorou no Jardim é responsável pela beleza redonda das suas formas, sem grandes pilosidades, tal como os anjos e as crianças. Um segundo a menos no Éden, e Adão cheio de pêlos no peito, um grande bigode turco e um profund0o amor pela sua equipa de futebol.»

(J. Dameron, Primeiro Segundo)

 

Na sexta-feira, dia 18, nas livrarias.

Enciclopédia da Estória Universal

 

 

Este é um livro de factos - e de ficções, burlas, citações - esquecidos ou ignorados pela História e encruzilhados uns nos outros em forma de labirinto. Um espaço entre mordomos, coronéis, metáforas, mentiras, assassínios, deuses duplos, cabalistas fabulosos, ascetas hindus e narrativas absolutamente orientais.

Na sexta-feira, dia 18, nas livrarias.

De volta ao grande ecrã

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O The Guardian adianta a notícia que pode ser lida em português no site do Público: Danny Boyle prepara-se para adaptar ao cinema Porno, de Irvine Welsh. Boyle realizou Trainspotting, o êxito de bilheteira baseado no romance de Irvine Welsh que tornou conhecidos os dois autores. Porno (recentemente reeditado pela Quetzal) é uma sequela de Trainspotting e conta a vida de Sickboy (Jonny Lee Miller) em Londres, onde convida os amigos para participarem num filme pornográfico amador.

Pág. 1/3